quarta-feira, 4 de junho de 2014

Para Portugal acabar de vez com a cultura no orçamento de estado

O Secretário de Estado da Cultura deu mais um bonito passo para concretizar a estratégia do governo de Pedro Passos Coelho, segundo a qual a Cultura é uma coisa muito bonita desde que seja a Europa a pagar. 

É comovente ver como esta estratégia se desdobra em elaborados estudos que caucionam sempre a desafetação de verbas para a cultura no orçamento de estado.

O sonho será, com certeza, um orçamento de estado que preveja apenas a remuneração do animador cultural - leia-se o Secretário de Estado - e dos mediadores e consultores que o rodeiam. Admirável Mundo!

Sem comentários:

Enviar um comentário