quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Plateia presente no Debate A Cultura em Crise

 

No dia 20 de outubro, a Plateia este presente no Debate “A Cultura em Crise”, promovido pelo grupo parlamentar do Bloco de Esquerda.

Louvando a pertinência da iniciativa, numa altura em que o governo se nega a ouvir os problemas dos agentes culturais, e em que a Direção Geral das Artes permanece num impasse, sem uma direção clara e forte, a Plateia participou apontando a falta de uma clara estratégia para a Cultura por parte do Secretário de Estado do setor, que se reflete numa evidente falta de empenho e orientação para a importância da Cultura como fator de dinamização social e até económico, em contraponto com as tentativas de dinamização que muitas das autarquias procuram imprimir às várias regiões. Foi ainda apontada a falta de investimento nas Artes e a situação de carência ou semiprofissionalização de muitos artistas, que não têm oportunidades ou apoios para exercer a sua profissão escolhida.

O debate, introduzido por uma palestra de António Pinho Vargas e dividido em dois painéis, um sobre património e equipamentos públicos, e outro sobre criação artística, foi unânime ao apontar a falta de rumo para estas áreas, a crescente precarização, a queda de investimento em quase 75% no setor, a falta de valorização dos equipamentos disponíveis, e uma crescente homogeneização forçada dos criadores para obterem apoios, em paralelo com a redução dos proventos em virtude da falta de regulamentação dos direitos e a crescente taxação por parte do fisco, além da falta de diversidade de acessos à cultura.

Sem comentários:

Enviar um comentário