segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Quiz: Onde estão os resultados dos Apoios Bienais às Artes de 2019?

Entre Março e Setembro de 2018, um grupo de trabalho de aperfeiçoamento do modelo de apoios às artes reuniu mensalmente, vindo de todo o país, para discutir formas para tornar o apoio às artes mais eficaz, transparente e justo:  https://www.portugal.gov.pt/download-ficheiros/ficheiro.aspx?v=eb3eca1a-c029-4e36-bc7c-f9565d8f7722
Entre as várias ideias discutidas, aquela que acolheu total unanimidade, como sendo imperativa para o funcionamento dos concursos, e por isso foi aquela que foi colocada em primeiro lugar no documento (p. 5/A), era a recomendação de que os contratos de atribuição de apoio fossem assinados até ao final de Setembro, a fim de garantir que as entidades apoiadas tivessem tempo para preparar as suas atividades para o ano subsequente.
Ora, estamos em meados de setembro de 2019, e há indícios de que os júris dos  Apoios Bienais às Artes já terminaram as suas avaliações há algum tempo, mas não há sinal dos resultados, quanto mais da assinatura dos contratos com as candidaturas apoiadas.
Então, a questão que se coloca é: Porque é que o Ministério da Cultura não comunica os resultados, seguindo a decisão unânime do Grupo de Trabalho, destinada a promover o normal funcionamento dos apoios às artes?

A - Porque a Comissão de Melhoria foi só uma operação de charme para acalmar o descontentamento dos artistas e ninguém do ministério tem a mínima intenção de cumprir a mais simples e unânime recomendação.

B - Porque o Ministério da Cultura  não tem dinheiro que chegue  para financiar os projetos aprovados pelo júri, e está à espera que comece a campanha eleitoral para o atual Primeiro Ministro  fazer mais uma declaração de amor à cultura, acompanhados por um bouquet de orçamento adicional.

C - Porque o Ministério da Cultura não tem dinheiro que chegue, mas só vai confessar isso depois das eleições,para não azedar a campanha eleitoral do partido no poder.

D - Porque o Ministério da Cultura não tem dinheiro que chegue para pagar as obras no Palácio da Ajuda e vai desviar o dinheiro do orçamento de financiamento às artes, mas está à espera do momento certo para dar as más notícias.

Quem acertar - e quem não acertar também - talvez possa participar no próximo grupo de trabalho de aperfeiçoamento do modelo às artes, que se arrisca a ser igualmente ignorado.

Sem comentários:

Enviar um comentário